Cozinha

Kit para temperos: como escolher para sua cozinha?

Kit para temperos

A receita está incrível e os ingredientes prometem. Sendo assim, o que poderia dar errado? Em muitos casos, trocar o sal pelo açúcar seria desastroso. Afinal, substituir seu prato cheio de know-how por um restaurante delivery de última hora não seria uma boa desculpa por esquecer de comprar seu próprio kit para temperos.

Nesse sentido, vamos ajudar você a organizar melhor seu kit para temperos. Seja por locais específicos ou por ser aquela mão invisível no seu dia-a-dia, você pode levar todo o crédito. Afinal, além de saber a prolongar o sabor de cada condimento favorito seu, algumas regras precisam ser seguidas.

Dicas iniciais para você saber investir num kit para temperos

Basicamente, o peculiar kit para condimentos é apenas um jogo de recipientes para guardar especiarias como pimentas, ervas e outros tipos de aditivos à sua receita. Ou seja, ele é comum desde a cozinha de panelas amadoras até prateleiras de grandes chefs.

Apesar de parecer simples, nem tudo são rosas nesse quesito. Até porque a diferença desses potes em relação a demais ingredientes são distintos. Afinal, muitos já podem possuem etiquetas de fábrica com o nome na embalagem.

Enfim, estamos aqui para você tirar proveito da sua habilidade na cozinha, visto que cada mestre tem seu segredinho, mesmo que estejam todos num potezinho. Aliás, nem mesmo aquele vidrinho pode salvar você numa correria em meio a um jantar de negócios. Nesse caso, siga nossas regras abaixo.

Fatores para ter à mão seu kit para condimentos

Conforme você já sabe, um bom kit para condimentos é vital para que a integridade das suas receitas mantenha as propriedades e ainda mantenham a organização da cozinha o mais profissional possível.

No entanto, antes de realizar a compra, é preciso estar atento a alguns critérios. Tudo para que você tenha a certeza de que está fazendo é a melhor ao não errar na presença de um produto que não atende às suas expectativas. Assim, seu kit para temperos precisa definir:

  • Cor;
  • Estilo;
  • Tamanho;
  • Capacidade;
  • Material;
  • Tipo de tampa.

Vantagens e desvantagens do kit para condimentos

Claro que todo utensílio de cozinha pode oferecer prós e contras. Até porque ele é desenvolvido para facilitar tanto a vedação quanto a visualização do condimento. Ainda assim, tire proveito e valorize seu tempo útil afim de diminuir riscos de contaminação.

Para isso, note algumas desvantagens dos kits para temperos, como a falta de peças de reposição. Além do mais, alguns modelos sequer podem ser levados numa máquina de lavar e ainda podem manchar o produto. Sendo assim, veja abaixo o que um kit para temperos tem a oferecer, ou não:

  • Ajuda a diminuir o risco de contaminações;
  • Com a vedação o produto dura muito mais tempo;
  • Facilita a visualização do condimento.

Por outro lado, você pode conferir abaixo algumas das seguintes desvantagens que um de um kit para temperos pode trazer à sua cozinha:

  • Alguns modelos não podem ir à lava-louça;
  • Tipos de kits de temperos não têm peças de reposição;
  • Alguns materiais deixam manchas.

Kit para temperos

Qual o melhor kit para temperos?

Você é o especialista, mas algumas regras ao dividir um kit para temperos são sagradas. A exemplo de ambientes escuros, seco, longe de calor e umidade. Dessa forma, evite armazenamentos próximos a fogões devido às alterações mediante os produtos.

Ao certo, nem mesmo as geladeiras são locais indicadas pela sua função de refrigeração. Enfim, confira a seguir como tirar todo o proveito das melhoras especiarias da culinária ao seguir algumas regras básicas.

Cuidados com seu kit para temperos

Amigo leitor, jamais tire seus temperos dos saquinhos antes sem checar sua validade. Afinal, essa troca de recipientes pode ser uma preocupação futura em relação à ambientação dos novos espaços. Neste caso, recomendamos uma identificação rígida sobre todas as datas de validade e ingredientes presentes na embalagem original.

Para tanto, cole adesivos em cada tampa ou escreva cada data no potinho especificado. No entanto, sem essa informação, procure o fabricante para saber o tempo médio de duração de determinado tempero.

Além do mais, é normal que algumas especiarias e ervas tenham odores que impregnam seu kit para temperos. Dessa forma, indicamos uma boa lavagem, desses vasilhames para que nenhum deles pegue determinado aroma.

Ainda assim, indicamos dar a preferência a potes de vidro e com tampas de eficientes vedações, visto que elas sempre conservam melhor os temperos. Enfim, cada tempero precisa ficar sem contato com a luz solar e em local fresco.

Contudo, vale que a páprica, pimentas e alguns tipos de sementes necessitam de uma certa refrigeração. Nesse sentido, cada condimento seco necessita de uma sabia conversação longe de áreas sem umidade e calor, como locais frescos.

Quais as especiarias mais comuns de um kit para temperos?

A partir dessas dicas valiosas, veja a seguir qual seu kit para temperos favorita e como cuidar dos mesmos. Confira isso tudo abaixo com as especiarias e ervas mais usadas pelos brasileiros numa cozinha:

Coentro

Ou ama ou detestam, ele é parte vital em pratos africanos e nordestinos.

Alecrim

Muito utilizado para carnes, frangos, assados e porcos, ainda é peça-chave em carnes de caça.

Canela

Umas das mais usadas no Brasil, também serve para temperar carnes.

Louro

Apesar do sabor e aroma, a folha de louro não se come, mas é um dos temperos mais usados na gastronomia brasileira pelo gosto todo especial que dá ao feijão.

Hortelã

Dá um gosto especial às carnes, ainda mais se fresca, servindo como coadjuvante em molhos e iogurtes.

Pimenta-do-reino

Empregada numa infinidade de preparações, pode ser preta ou branca e nas formas moída ou em grão.

Tomilho

Com sabor marcante similar ao louro, é ótimo com aves e carnes marinadas.

Manjericão

Sempre fresco, é figura importante em inúmeros pratos italianos, como pastas, molhos e pizzas.

Páprica

Apesar das versões picante e doce, as duas vão bem em ensopados.

Curry

Enfim, presente em todo kit para temperos, essa mistura de cominho, coentro, alho, gengibre, cravo, canela, cúrcuma, e pimenta-do-reino é ideal para ser utilizada no cozimento de peixes, frutos do mar e frangos.

Deixe seu Comentário