Cozinha

Fogão semi-industrial: como funciona e como escolher o seu?

Fogão semi-industrial

Um fogão semi-industrial difere do industrial com relação às necessidades que ambos atendem. Ou seja, enquanto esses últimos devem ser os escolhidos para grandes estabelecimentos, os primeiros adaptam-se muito bem aos pequenos negócios.

Ou seja, os fogões industriais costumam ser bem maiores e convenientemente adaptados para o cozimento de grandes quantidades de alimentos. Ademais, eles geralmente são feitos de ferro, chapas de aço, além de serem robustos e bastante resistentes.

Em contrapartida, os semi-industriais são fabricados com material um pouco menos resistente, podem também receber aço inox em suas estruturas. Além disso, eles costumam ser fabricados com 2 a 6 bocas e funcionam com aquecimento a gás. Sem contar que os fabricantes costumam utilizar o ferro fundido para os queimadores e grelhas.

Para a construção de um fogão semi-industrial geralmente utiliza-se um material mais reforçado; muitas vezes levam aço carbono em suas peças; mas o aço inox geralmente é o metal escolhido.

Mas a coisa não fica só nisso! Saiba que o APIS ¼ é o tipo de registro a gás mais utilizado nos fogões semi-industriais; sem contar que, em sua maioria, fabrica-se esse tipo de equipamento com bandejas removíveis para a coleta de resíduos, com fornos amplos, entre outros detalhes que os diferenciam dos industriais.

Em resumo, bares, pequenos restaurantes e lanchonetes são os estabelecimentos que funcionam perfeitamente bem com esse tipo de fogão. Isso porque o nível de exigência desses empreendimentos é infinitamente menor que o de uma fábrica, por exemplo.

Enfim, se o seu objetivo for assar ou cozinhar por um tempo razoável; e se também não necessita de um fogão por quase 24 horas em funcionamento; esses fogões semi-industriais irão atender, e muito bem, às suas expectativas.

Principais diferenças entre os fogões semi-industriais e convencionais

Os fogões semi-industriais, como dissemos, estão num meio-termo entre os domésticos e os industriais.

Só para exemplificar, uma dona de casa dificilmente utilizará um fogão durante um dia inteiro para os seus afazeres domésticos. Dessa forma, um fogão convencional, para elas, irá executar perfeitamente bem essa missão.

Ademais, um fogão doméstico (ou convencional) também costuma ser equipado com timer, grill, acendedores automáticos e fornos duplos. Além disso, os tipos mais modernos vêm com indicador de pré-aquecimento do forno, e até mesmo com um forno duplo.

Porém, é no design e na personalização que eles costumam se diferenciar, e muito, dos fogões industriais e semi-industriais que conhecemos.

E em suma, podemos determinar os seguintes requisitos como algumas das principais características que diferenciam os semi-industriais dos outros tipos:

  • Eles atendem a pequenos comércios, como bares, lanchonetes e pequenos restaurantes;
  • Além disso, são menos reforçados que os industriais, porém bem mais resistentes e robustos que os domésticos;
  • São visivelmente mais simples com relação ao design, não possuindo quase nenhum item decorativo e chamativo como os domésticos; E acima de tudo, não servem para grandes estabelecimentos;
  • Os fogões semi-industriais não são os mais indicados para residências, muito por conta de não possuírem quase nenhum atrativo ou decoração; Mas, diferentemente dos industriais, eles (assim como os domésticos) possuem fornos;
  • Não são tão indicados para instalação em ambientes externos;
  • E não possuem mais do que 6 queimadores, diferentemente dos industriais, que podem ter até 12!

Fogão semi-industrial

As principais características de um bom fogão semi-industrial

Os melhores fogões semi-industriais são aqueles que possuem estruturas mais robustas que a dos fogões domésticos; porém não tão vigorosas quanto a dos industriais.

Em síntese, podemos resumir assim as suas principais características da seguinte maneira:

  • Bocas ou queimadores de alta pressão 35×35 ou 40×40;
  • Suficientemente altos e com pés bem firmes e equilibrados no chão;
  • 4 ou 5 queimadores caulim em cada uma de suas bocas;
  • Não tão pesados, mas suficientemente resistentes a choques e a outras agressões;
  • Mangueiras de gás com alta pressão, pneumática e com 05/16 500PSI;
  • Comprimento da mangueira com pelo menos 1 metro;
  • Registro resistente e com cerca de 9 ou 10 cm;
  • Altura entre 70 e 50 cm.

Detalhes de acabamento e estrutura

Um fogão semi-industrial também deverá ter:

  • Uma estrutura toda ela em aço inox semi-industrial;
  • Deverá suportar as exigências de fervuras, frituras e preparo de alimentos durante algumas horas;
  • Deverá ser fácil de usar e de transportar, resistente à corrosão, além de permitir uma limpeza e higiene adequadas;
  • Os melhores fogões industriais também são vendidos com grelhas suficientemente resistentes ao cozimento em caldeirões, panelas e frigideiras;
  • Devem receber uma pintura eletrostática (ou lacagem) para revestir, perfeitamente bem, materiais como cobre, alumínio, ferro ou o aço dos fogões;
  • As chamas de um fogão semi-industrial devem ser fortes e intensas; bem mais vigorosas do que as dos fogões domésticos; porém um pouco mais discretas que as dos industriais;
  • Além de possuir também uma bandeja inferior, que facilita a limpeza e contribui para a manutenção do equipamento sempre em perfeito estado.

Detalhes técnicos

Um bom fogão semi-industrial também deverá atender às seguintes especificidades:

  • Mesa em aço inox com pintura texturizada;
  • Grelhas trabalhadas em ferro fundido;
  • Puxadores ergonômicos, a fim de garantir segurança e eficiência no “liga” e “desliga” do equipamento;
  • Queimadores também fabricados com ferro fundido;
  • Alguns modelos de fogões semi-industriais mais modernos agora também possuem um painel frontal com design mais arrojado;
  • Devem também possuir suportes para que os seus pés (antiderrapantes) mantenham-se firmes no chão;
  • Uma bandeja coletora de gordura também deverá acompanhar o fogão, a fim de facilitar a limpeza;
  • Os queimadores dos melhores fogões semi-industriais possuem cerca de 1/3500w;
  • Já os queimadores duplos devem ter cerca de 1/4500w;
  • Devem possuir também um forno com no mínimo 57L;
  • Portas de aço com perfil de vedação;
  • As dobradiças, para maior segurança, devem ter sistema de parada intermediária;
  •  Grades duplas e com até 3 patamares de altura;
  • Os puxadores dos melhores fogões semi-industriais devem ser de metal;
  • Os queimadores do forno devem possuir cerca de 3.100w;
  • E com relação à estrutura interna do forno, recomenda-se dimensões internas de 52,7cm de largura x 38cm de profundidade x 29cm de altura.

Gostou desse artigo sobre fogão semi-industrial? Deixe a resposta na forma de um comentário, logo abaixo. Aproveite para fazer um tour pelos principais conteúdos do blog. E não deixe de compartilhar, discutir e enviar-nos sugestões sobre outros temas!

Deixe seu Comentário